UMA INCÔMODA FOTO DA NASA

Foto NASA

Estamos na época do verão amazônico, período em que chove muito pouco em toda a Região Norte do Brasil. É nessa época em que as queimadas na Amazônia se proliferam por todos os lados e as fotos dos satélites de monitoramento mostram partes do bioma com sinais de “catapora” – pontos vermelhos por todos os lados. Os trechos mais vulneráveis da Amazônia estão no Leste, onde se encontra o Estado do Pará, e no Sul, principalmente o Norte do Mato Grosso e grande parte de Rondônia. 

Como parte do “pacote” de más notícias, grandes jornais internacionais já começam a falar dessas queimadas na Amazônia e, logo mais, o velho discurso sobre “a transformação da Amazônia em um mar de cinzas” vai recomeçar. 

Nesses últimos dias, uma foto divulgada pelo FIRMS – Fire Information for Resource Management System, ou Sistema de Gerenciamento e Pesquisa de Informações sobre o Fogo, entidade ligada a NASA – Administração Norte-americana do Espaço, na sigla em inglês, passou a circular nas redes sociais e deve estar incomodando muita gente. A imagem que ilustra essa postagem é de hoje (26/07/2020) e você poderá acessá-la através do link: https://firms.modaps.eosdis.nasa.gov/map 

Observando a imagem, nós percebemos claramente que algumas regiões da Floresta Amazônica estão queimando. Conforme já comentamos em postagens anteriores, perto de 15% do bioma Amazônico já estão ocupados por atividades agropecuárias e, todos os anos, trechos dessa área são tomados por queimadas feitas por pequenos agricultores. Também são inúmeros os focos de incêndio em áreas do Cerrado e da Caatinga Nordestina. 

Essas queimadas, chamadas popularmente de “coivaras”, tem como objetivo preparar a terra para a prática de uma agricultura de subsistência – o fogo limpa as áreas ao mesmo tempo que deposita uma camada de cinzas que vai ajudar na melhoria da fertilidade dos solos. No caso da Amazônia, conforme já tratamos em postagens anteriores, a fertilidade dos solos não é das melhores. Aqui vale lembrar que a coivara é usada em todo o Brasil há milhares de anos pelos indígenas e a técnica foi passada para os demais agricultores. 

Grandes grileiros de terras públicas, garimpeiros, madeireiros e outros espertalhões também se valem desse período de seca para fazerem as suas próprias queimadas com fins mais escusos – aqui vale a fiscalização e a aplicação da lei. No geral, as queimadas ocorrem anualmente sempre nos mesmos terrenos

No caso das áreas do Cerrado, o fogo é uma parte natural de sua ecologia há milhões de anos. A vegetação do bioma é altamente adaptada para conviver com os incêndios – as árvores possuem uma casca grossa que queima, preservando o cerne da madeira. Muitas sementes de plantas e árvores do Cerrado, inclusive, dependem do fogo para sair do estado de dormência e germinar. Pouco tempo após queimadas devastadoras, o Cerrado volta a todo o seu esplendor. 

Agora, vamos para a parte incômoda da foto – observem que áreas bem maiores em outras regiões do mundo também estão ardendo e nenhum dos defensores das florestas sequer ousa levantar a voz para protestar. Salta aos olhos a grande extensão de áreas incendiadas numa larga faixa da África, em Madagascar, no Norte da Austrália, na Nova Guiné, na Indonésia, em todo o Sudeste Asiático, no Leste Europeu e, em especial, nas regiões da taiga na Rússia. Olhando com atenção para a foto, você perceberá focos de incêndio em grande parte do mundo – curiosamente, até em regiões de deserto como no Norte da África e no Oriente Médio. 

Regiões florestais de todo o mundo – inclusive a Floresta Amazônica, vem sofrendo com um intenso grau de devastação e todas merecem uma atenção especial. Recentemente, eu publiquei uma extensa série de postagens falando dos problemas ambientais e de destruição de florestas em diversos países pelo mundo afora, mostrando que muito se fala sobre a Amazônia e pouco se faz para proteger outros importantes biomas e florestas em outros países. 

Políticos estrangeiros, ambientalistas, jornalistas, “famosos” e até o Papa se metem a falar das queimadas na Amazônia e, muitas vezes, lembram da antiga ideia da internacionalização da Amazônia. Minha pergunta: a maior parte das florestas tropicais (ou o que sobrou delas) em Madagascar está queimando – alguém está preocupado em intervir na Ilha?

Milhares de quilômetros quadrados da taiga na Rússia de Vladimir Putin estão ardendo nesse momento – algum desses valentes tem peito para encarar os poderosos exércitos russos? Incêndios também pipocam em grande parte dos Estados Unidos – alguém vai intervir e ameaçar Donald Trump? 

Problemas ambientais e hipocrisia são coisas que não faltam nesse nosso mundo…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s