UMA NOVA ILHA DE LIXO – AGORA É NO MAR DO CARIBE

Ilha de Lixo Caribe

Há quase um ano atrás, publiquei uma postagem falando de uma imensa ilha de lixo flutuante que se formou no Norte do Oceano Pacífico, entre as ilhas do Hawai e a costa Oeste do Estados Unidos. Uma nova ilha de lixo, agora no Mar do Caribe, surgiu entre as costas da Guatemala e Honduras. De acordo com a imprensa internacional, a fonte dos detritos é o rio Motagua, que atravessa a maior parte da Guatemala e tem sua foz na costa de Honduras. Segundo os informes, dos 95 municípios guatemaltecos que se encontram dentro da bacia hidrográfica, 27 estão despejando resíduos sólidos diretamente nas águas do rio. No lado hondurenho, a bacia hidrográfica compreende apenas 3 municípios. Guatemala e Honduras vem travando uma verdadeira guerra sobre qual é o país responsável pela solução do problema. Enquanto não chegam a um acordo, ilhas e praias estão ficando cobertas por resíduos, prejudicando imensamente o turismo, uma das maiores fontes de receitas dos dois países. Vejam a matéria publicada pelo jornal El País em 30 de Outubro:

Um mar composto de escovas de dentes, garfos, colheres, pratos e garrafas de plástico. Essa é a imagem que a fotógrafa e ativista britânica Caroline Power captou entre as ilhas de Roatán e Cayos Cochinos, no Caribe hondurenho. “Foi devastador ver algo que me importa tanto sendo lentamente assassinado e asfixiado”, disse ela ao jornal britânico The Telegraph.

“Isto precisa parar, pensem no seu cotidiano. Como você levou para casa a comida que sobrou na última vez que você foi a um restaurante? É provável que [a embalagem] fosse de isopor, servida com um garfo de plástico, e depois colocada numa sacola de plástico”, escreveu Power no Facebook. A publicação, feita em 16 de outubro, já foi compartilhada mais de 2.770 vezes e recebeu mais de 1.100 reações nessa rede social.

A fotógrafa, especializada em imagens submarinas, contou ter feito a descoberta durante uma viagem de mergulho a ilhotas conhecidas por mal superarem o nível do mar, permitindo assim a exploração de áreas “intocadas”. “Observar o lixo e os refugos foi devastador”, disse a fotógrafa.

A organização ambientalista Blue Planet Society disse que esse “mar de plástico” se formou por causa do lixo arrastado da Guatemala para a costa hondurenha pelas águas do fronteiriço rio Motagua. Nos últimos três anos, os dois países vêm tendo atritos por causa da contaminação desse curso hídrico.

“O Governo de Honduras lamenta que, apesar das diversas abordagens ao Governo da Guatemala e dos esforços realizados, estes não tenham sido suficientes (…) e ainda não se vejam resultados concretos e evidentes”, afirmou a secretaria hondurenha de Relações Exteriores em nota no último dia 23.

O Governo de Honduras exigiu a mitigação dos danos e uma indenização pelo “investimento realizado”. Já o presidente guatemalteco, Jimmy Morales, declarou ao jornal Prensa Libre que conversou com seu homólogo hondurenho sobre as tarefas necessárias para combater o problema, mas que estas “ainda não foram definidas”.

Espero que não chegue o dia em que tenha de publicar um post falando da formação do primeiro continente formado exclusivamente de lixo…

 

Leia também:

A ILHA DE LIXO NO OCEANO PACÍFICO

 

One Comment

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s