ESGOTOS INDUSTRIAIS: UM GRANDE PROBLEMA AMBIENTAL

esgotos-industriais

Os esgotos industriais são extremamente heterogêneos e estão intimamente ligados aos tipos de processos industriais utilizados. A maior parte dos efluentes gerados em indústrias provem de processos de resfriamento, lavagens, extrações, impregnações, tratamentos químicos, processos orgânicos entre outros. Dependendo do tipo de efluente e do volume gerado, esses esgotos podem gerar sérios problemas ambientais se lançados diretamente nos corpos d’água e também podem apresentar problemas nas Estações de Tratamento de Esgotos que, como já descrevemos em vários posts, utilizam processos de tratamento do tipo biológico (através de bactérias anaeróbias e aeróbias) os quais, muitas vezes, não conseguem tratar os efluentes industriais.

Os efluentes industriais podem conter: metais e compostos tóxicos e venenosos; substâncias corrosivas; ácidos; álcalis; matéria orgânica em volumes excessivos, óleos, gorduras e graxas; tintas e corantes (vide foto deste post); materiais flutuantes; substâncias inflamáveis; partículas em suspensão; líquidos grosseiros; líquidos excessivamente quentes etc. Os problemas gerados individualmente pelos efluentes de uma única indústria podem ser aumentados quando combinados com os efluentes de uma outra planta – reações químicas diferentes podem gerar compostos altamente tóxicos e até explosivos.

Efluentes gerados por uma indústria devem ser analisados caso a caso por um especialista, que de posse de todos os dados deverá propor a melhor alternativa para cada tipo de efluente. Nessa análise são identificados: os efluentes que necessitam de neutralização ou tratamento químico; resíduos que necessitam ser removidos dos efluentes antes do lançamento; resíduos que exigem depuração ou tratamento biológico e efluentes que precisam ser resfriados. Dependendo do tipo de processo de tratamento realizado, esses efluentes industriais poderão ser lançados diretamente num corpo d´água (dependendo do tipo de classificação deste corpo) ou lançados na Rede Coletora de Esgotos pública, sem que causem problemas na Estação de Tratamento de Esgotos. É recomendável que nessas indústrias haja uma rede coletora em separado para os esgotos sanitários gerados em banheiros, cozinha e vestiários, esgoto esse que pode ser lançado diretamente na Rede Coletora.

Uma alternativa que vem se popularizando muito é o uso de Estações Compactas de Tratamento de Esgotos Industriais, mostradas no post anterior, adaptadas para cada um dos tipos de efluentes gerados pela indústria. Uma das grandes vantagens do uso deste tipo de Estação é o de permitir o reuso dos efluentes tratados em muitos dos processos da indústria. Plantas industriais normalmente são grandes consumidoras de água e o reuso transforma-se numa ótima alternativa econômica para as empresas.

Deve-se destacar também que o estímulo econômico à modernização das indústrias é um caminho importante a ser seguido. Equipamentos antigos e que utilizam tecnologias industriais obsoletas muitas vezes demandam o uso excessivo de água e, consequentemente, geram também grandes volumes de efluentes. A modernização dos processos industriais pode resolver estes problemas, contribuindo também para a redução dos resíduos sólidos industriais, um outro grande problema ambiental provocado pelas indústrias.

Em resumo – não existe uma receita mágica para resolver os problemas dos esgotos industriais. É preciso muita atenção dos órgãos ambientais dos municípios e estados além das agências federais e, sobretudo, uma vigilância forte e constante das populações que vivem nos arredores destas indústriais e que muitas vezes ficam expostas aos efluentes nocivos para a saúde das suas famílias e ao meio ambiente em geral.

Um dos melhores mecanismos para o controle ambiental é a Licença de Operação (LO), procedimento administrativo dos órgãos ambientais que autoriza os funcionamento dessas indústrias. Essa licença deve ser renovada periodicamente (por exemplo, a cada 5 ou 10 anos) – se a indústria não está obedecendo a legislação ambiental, a renovação desta licença pode ser negada e, enquanto os Termos de Ajuste de Conduta não forem cumpridos, ela não poderá voltar a operar.

E quando dói no bolso, todos vocês sabem, as coisas andam rapidamente…

One Comment

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s