O QUE SÃO OS ESGOTOS SANITÁRIOS?

Ponte Rio Tietê

Dentre os problemas do saneamento básico no Brasil, a falta de redes coletoras e de estações de tratamento de esgotos estão disparadas no primeiro lugar. De acordo com levantamento publicado pelo Instituto Trata Brasil, mais de 100 milhões de brasileiros não tem acesso a redes coletoras de esgotos.

Mas o que são os esgotos sanitários?

A definição mais simples diz que esgotos domésticos são as águas servidas, ou seja, as águas utilizadas nos banhos, nas lavagem de roupas, na limpeza das casas, na lavagem de louças e panelas, nas descargas dos vasos sanitários entre outros usos. Existem também os esgotos industriais resultantes dos processos de produção, que são uma categoria à parte, sobre o qual falaremos em um outra ocasião.

A geração dos esgotos é uma consequência direta do fornecimento de água potável através das redes públicas de abastecimento ou, no caso dos imóveis que não são atendidos por essas redes, das águas coletadas em poços, rios, açudes, cacimbas ou qualquer outra fonte disponível. Basicamente, cada litro de água potável que entra num imóvel deve sair na forma de um litro de esgotos (usa-se no plural – explicarei em breve) – simples assim. Apesar de ser um sistema elementar onde a entrada de água é praticamente igual à saída de esgotos, a construção de redes coletoras de esgotos é normalmente “esquecida” pelo poder público. E os números dos serviços não deixam dúvidas: enquanto o abastecimento de água tratada atende 82,5% da população brasileira, apenas 48,6% tem acesso a redes coletoras de esgotos, sendo que grande parte desses esgotos são lançados nos corpos d’água sem nenhum tipo de tratamento.

Para se ter uma ideia do tamanho do desastre ambiental dos esgotos, preste atenção neste número: em termos de volume, as capitais dos estados brasileiros lançaram juntas 1,2 bilhão de m³ de esgotos na natureza em 2013 – isso corresponde a 60% do volume de águas da Baia da Guanabara, no Rio de Janeiro (que aliás, está nas manchetes em todo o mundo por causa da poluição por lixo e esgotos, causando todo tipo de preocupação para as provas de iatismo da Olimpíada que começarão dentro de poucos dias). A foto que ilustra esse post é um exemplo dos problemas nas capitais e mostra o Rio Tietê tomado por espumas de detergentes domésticos na altura da cidade de Pirapora do Bom Jesus na Grande São Paulo, região mais rica do país e com uma das maiores coberturas de redes de coleta e de tratamento de esgotos – isso mostra o quanto falta se avançar nesse serviço.

Uma das consequências mais diretas de todo esse volume de esgotos lançado na natureza é que as fontes de água que usamos para o abastecimento de nossas cidades estão contaminadas pelos nossos próprios esgotos – como há cada vez menos fontes de água disponíveis para captação, os sistemas de abastecimento de água tem de usar volumes cada vez maiores de produtos químicos para conseguir a potabilidade dessa água, que nem sempre está nos níveis ideais (veja o post sobre o Rio Guandu). Vivemos numa espécie de círculo maluco do saneamento ambiental!

Outro aspecto muito preocupante diz respeito à saúde: segundo um estudo da Coordenação de Pós-Graduação e Pesquisa em Engenharia da Faculdade Federal do Rio de Janeiro, cerca de 60% das internações em hospitais públicos no Brasil é de vítimas de doenças de veiculação hídrica.

Vamos colocar nossa caneca nessas águas e entender os problemas antagônicos entre o abastecimento de águas e o despejo dos esgotos no meio ambiente, e também as implicações na saúde e qualidade de vida das populações, na agricultura, na indústria, no turismo e até nas Olimpíadas…

3 Comments

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s