SANEAMENTO BÁSICO, ESSE DESCONHECIDO

FALTA DE ÁGUA

Assistindo ao excelente programa Profissão Repórter dias atrás, percebi que o jovem jornalista usou a expressão “redes de saneamento” em , pelo menos, duas situações no decorrer da reportagem, falando de rede de esgotos e de rede de abastecimento de água, respectivamente.

O uso não está completamente errado, mas é muito impreciso e merece maiores esclarecimentos para que se conceitue melhor o que é saneamento e possa ser entendido corretamente pelo “respeitável público”. Vamos gastar alguns posts falando sobre isso.

Saneamento básico pode ser definido como o conjunto de serviços que garante as condições de higiene e saúde da população ou série de medidas que tornam uma área sadia, limpa, habitável, oferecendo condições adequadas de vida para uma população ou para a agricultura. Esses serviços ou medidas são: abastecimento de água, sistemas de drenagem de águas pluviais (chuva), serviços de limpeza urbana e coleta/destinação de lixo e resíduos sólidos, além dos sistemas de coleta e de tratamento de esgotos. Há um quinto serviço – o controle de pragas e vetores (ratos, baratas, mosquitos, pulgas entre outros), que tradicionalmente é encontrado dentro dos demais serviços; devido às características de nosso país, com nuvens de mosquitos causando doenças como dengue, zika e chikungunya nas nossas cidades, eu prefiro tratar esse tema como um serviço à parte.

Uma cidade ou localidade que possui todos os serviços de saneamento básico em funcionamento perfeito e integrado é um lugar verdadeiramente saudável para se viver. Saneamento e saúde são muito próximos, inclusive na origem latina das palavras: salus, origem da palavra saúde, significa inteiro, intacto e integro; sanus, origem da palavra saneamento, significa puro, imaculado e perfeito. Portanto, falar de saúde sem o saneamento básico, é algo bastante difícil.

Olhe para a foto que ilustra este post e tente imaginar as condições de vida e de saúde desta criança…

Continuaremos no assunto.

4 Comments

  1. […] Saneamento básico pode ser definido como o conjunto de serviços que garante as condições de higiene e saúde da população ou série de medidas que tornam uma área sadia, limpa, habitável, oferecendo condições adequadas de vida para uma população ou para a agricultura. Esses serviços ou medidas são: abastecimento de água, sistemas de drenagem de águas pluviais (chuva), serviços de limpeza urbana e coleta/destinação de lixo e resíduos sólidos, além dos sistemas de coleta e de tratamento de esgotos. Há um quinto serviço – o controle de pragas e vetores (ratos, baratas, mosquitos, pulgas entre outros), que tradicionalmente é encontrado dentro dos demais serviços. Imagine uma gigantesca mesa onde cada um dos cantos é um dos serviços do saneamento básico – a população viveria no tampo da mesa e, a depender da qualidade destes serviços, poderia ser afetada ou não pelas pragas e vetores. De uma forma bem resumida, esta é a definição do saneamento básico. […]

    Curtir

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s