ALASCA CANCELA A TEMPORADA DE PESCA DO CARANGUEJO 

Deadliest Catch, que no Brasil recebe o nome de Pesca Mortal, é um programa bastante popular do Discovery Channel. A atração é um reality show num formato de documentário que mostra a rotina dos pescadores de caranguejo no Mar de Bering, extremo Norte do Oceano Pacífico. 

Anunciado no roteiro como “um dos trabalhos mais perigosos do mundo”, os programas mostram a disputa entre diversas embarcações na busca pelos cobiçados e valiosos caranguejo-das-neves do Alasca e caranguejo real, entre outras espécies. A pesca é permitida por uma curta temporada no outono e os trabalhos se concentram na costa do Alasca e ao largo das Ilhas Aleutas. 

A nova temporada da atração, que está no ar desde 2005, está ameaçada. Já adianto que não se trata de um cancelamento do programa pela emissora, falta de público ou de patrocinadores. O que está faltando mesmo são caranguejos nos mares da região

O Departamento de Pesca e Caça do Alasca anunciou o cancelamento da próxima temporada de pesca dos caranguejos por causa do acentuado declínio das populações dos crustáceos no Mar de Bering. É a primeira que esse cancelamento acontece. 

Segundo estudos de biólogos, o Mar de Bering está apresentando águas cada vez mais quentes, um problema ambiental que pode estar na raiz do declínio das populações de caranguejos. Caranguejos-das-neves e outras espécies da região são animais de águas frias, que sobrevivem em ambientes com temperaturas abaixo de 2° C.  

Na última temporada de pesca já havia sido observada uma redução de 90% na população dos caranguejos-das-neves. Em 2018, a população desses caranguejos foi estimada em 8 bilhões de animais. Na temporada de 2021, a população caiu para menos de 1 bilhão de animais, o que mostra como foi forte o declínio. 

As mudanças climáticas globais estão deixando os verões mais quentes no Alasca, o que também vem se refletindo em águas mais quentes nos mares da região. De acordo com a Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos, a temperatura mais alta das águas pode ter forçado os animais a buscar temperaturas mais frias mais ao Norte e em mares mais profundos. 

Além da diminuição das populações, os especialistas estão preocupados com a redução do tamanho de algumas espécies. Um desses casos é o caranguejo-vermelho, a maior espécie comercial pescada na região. De acordo com a NOAA – Administração Nacional Oceânica e Atmosférica dos Estados Unidos, os animais pescados estão “abaixo do nível alvo” ou tamanho mínimo. 

A indústria da pesca dos caranguejos no Alasca movimenta mais de US$ 200 milhões a cada temporada e emprega milhares de pessoas, tanto nas atividades ligadas diretamente a pesca quanto no processamento e transporte dos animais congelados para todo o mundo. A preocupação é generalizada entre trabalhadores e empresários. 

O king crab, nome comercial do caranguejo-vermelho, é a espécie de caranguejo do Mar de Bering mais popular em restaurantes de todo o mundo. Os animais podem atingir até 3 kg de peso e uma extensão entre as patas de até 1,8 metro. Um prato preparado com o crustáceo pode servir até 6 pessoas e custar várias centenas de dólares. 

A restrição à pesca dos caranguejos nas águas do Mar de Bering está sendo considerada uma medida de caráter excepcional e temporária. Porém, se as pesquisas confirmarem que o declínio das populações dos animais estão mesmo ligadas às mudanças climáticas, é bem provável que a atividade simplesmente desapareça dentro de poucos anos. 

A pior parte – os amantes de um bom king crab pagarão preços cada vez mais altos para degustar a iguaria. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s