AINDA FALANDO DE GRANIZO, OU LEMBRANDO DA “PROFECIA DO CAPADÓCIO”

Avião Latam

O mineiro Fernando Sabino (1923-2004), escritor e jornalista de primeira linha, nos legou uma obra fantástica, onde se incluem romances, histórias, contos, artigos, filmes e, especialmente, crônicas. Na crônica “A quem tiver carro”, uma das minhas favoritas, Sabino fala dos dissabores de um motorista com um carro problemático, onde cada mecânico visitado dá um diagnóstico diferente ao problema (bem por acaso, já tive um carro com um “problema” semelhante).  

Ao sair para uma viagem, o carro “morreu” a poucos quilômetros de sua cidade, bem na frente de uma oficina mecânica de beira de estrada. O mecânico, “especialista” em eletricidade de automóveis, rapidamente diagnosticou o problema – o dínamo estava esquentando. Como solução mágica, o mecânico enrolou um pano molhado na peça, informando que o carro iria morrer de novo assim que esse pano secasse. O indignado motorista, que havia decidido voltar para a sua casa, encontrou rapidamente com o seu destino: “À entrada da cidade a profecia do capadócio se realizou: morreu de novo.” 

Sentindo-me um pouco como o capadócio de Fernando Sabino, encontrei entre as notícias publicadas nesta manhã a informação do incidente ocorrido na madrugada de ontem (31/10/2018), com um avião Airbus A-320 da empresa Latam, que sofreu grandes danos por granizo, durante um voo entre as cidades de São Paulo e Santiago do Chile. O avião sobrevoava a região de fronteira entre o Rio Grande do Sul e a Argentina, quando passou a enfrentar uma forte turbulência e os passageiros passaram a ouvir o barulho do granizo batendo contra a fuselagem. A postagem publicada ontem aqui no blog tratou justamente das tempestades no Rio Grande do Sul e dos graves problemas criados pela precipitação de granizo. O avião fez um pouso de emergência em Buenos Aires, na Argentina, e todos os passageiros passam bem. 

Leiam a integra da matéria publicada pelo site de notícias FOLHAPRESS que fala dessa infeliz coincidência: 

“AVIÃO DA LATAM TEM NARIZ E PARA-BRISA DESTRUÍDO POR GRANIZO EM VOO 

Um voo da Latam saído de Guarulhos, com destino a Santiago, no Chile, teve de ser desviado para Buenos Aires na madrugada desta quarta-feira (31), após a aeronave passar por uma tempestade de granizo e sofrer avarias. 

Embora, segundo a Latam, o voo e o desvio para a Argentina tenha ocorrido de maneira segura, nas TVs passageiros dizem ter passado momentos de pânico e “queda livre”. 

Segundo sites de monitoramento de voos, A aeronave A320 (uma das mais usadas no mundo), partiu de Guarulhos à 1h51 (de Brasília) e seguia normalmente seu voo até as 3h11, quando sobrevoava no noroeste do Rio Grande do Sul, fez uma curva atípica para este voo para a direita. Logo depois, já na fronteira com a Argentina, a aeronave ganhou altitude, possivelmente para desviar de uma tempestade. 

Segundo relatos dos passageiros, o piloto anunciou que o voo passaria por uma zona de turbulência e que os passageiros deveriam colocar o cinto de segurança. 

Às 3h23, a aeronave desceu cerca de mil metros em um minuto e meio, segundo os sites de monitoramento. Nesse momento, passageiros relataram pânico no voo. 

“Foi uma turbulência, mas muito violenta. Era como uma espécie de queda livre. E se prolongou no tempo, isso causou pânico entre os passageiros. Se ouviram gritos e choro”, disse a uma TV argentina um dos passageiros. “Em um momento, percebemos o aumento da potência das turbinas. E houve um barulho tremendo do granizo golpeando a fuselagem. Foi bastante impactante”, comentou o passageiro. 

Após o incidente, o piloto teria informado que mudariam o destino do voo para Buenos Aires, por motivos de segurança. O pouso ocorreu às 4h52. 

Nesse momento, o nariz do avião e o vidro que permitiam a visualização da pista pelos pilotos estavam danificados pelo impacto de diversas pedras de granizo. 

Em uma conta no Twitter, o jornalista Diego Dominelli publicou fotos da frente e do interior da cabine do avião. 

Segundo o especialista em segurança aérea Lito de Sousa, apesar do susto dos passageiros, o voo não correu risco. 

“É normal que os passageiros tenham se assustado, pois a turbulência costuma ser bem severa e o barulho é bastante alto, em casos de tempestade com granizo. Mas independente do susto, o avião não corre risco de queda. Existem vários casos já registrados em que granizos que destroem o nariz e o para-brisa. Mas o voo segue com segurança. Não há riscos sobre os motores, por exemplo”, comenta. 

A Latam diz que a aeronave terá de passar por manutenção e que os passageiros receberam assistência da companhia e estão seguindo para Santiago, no Chile. 

A companhia diz que seguiu todos os procedimentos previstos para este tipo de situação, mantendo o controle da aeronave em todos os momentos e resguardando sempre a segurança de seus passageiros. Com informações da Folhapress.”  

 

Anúncios

One Comment

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s