ESTAÇÃO ELEVATÓRIA DE ESGOTOS

Luke Jerram

O post de hoje apresenta uma belíssima imagem – a foto de uma instalação criada em 2.010 pelo artista plástico britânico Luke Jerram no canal de Rotterdam na Holanda. Num trecho de 300 metros do canal, o artista instalou 1.000 guarda-chuvas vermelhos e amarelos, que flutuaram aleatoriamente nas águas por três dias. O que tudo isso tem a ver com o tema? Explicaremos:

Os esgotos correm por gravidade, do ponto mais alto (Montante), para o ponto mais baixo (Jusante). Mas em alguns pontos, muito baixos, onde a gravidade não pode ser utilizada, é necessária a construção de uma Estação Elevatória de Esgoto (EEE), uma instalação essencial dentro de uma Rede Coletora de Esgotos. A Estação Elevatória é o local que recebe os esgotos de uma ou mais sub-bacias, ou seja, é o ponto mais baixo e que tem a função de fazer o bombeamento dos esgotos deste ponto mais baixo para outro mais alto, encaminhando para as tubulações conhecidas como coletores interceptores de outra bacia ou sub-bacia.

Usando esse tipo de linguagem, será quase impossível que um leigo consiga entender o que é e como funciona uma Estação Elevatória de Esgotos. Pensando por vários dias numa imagem que ajudasse a explicar essa estrutura, me veio a mente a imagem de um guarda-chuva invertido, como esses da imagem – se você observar as varetas de um guarda chuva, vai observar que elas começam numa parte mais alta, na borda do tecido e convergem numa curva na direção da haste central. Essa imagem é muito similar ao que acontece com as tubulações de uma Rede Coletora de Esgotos – elas são enterradas em profundidades cada vez maiores, até que se atinja o limite de perfuração de, normalmente, 5 metros. Todas as tubulações de uma sub-bacia convergem na direção deste ponto mais baixo, que no caso da imagem do guarda-chuva é a haste central – é exatamente nesse local onde é construída a Estação Elevatória de Esgotos.

A maneira mais didática para se entender o que é uma Estação Elevatória de Esgotos é imaginá-la com um grande reservatório subterrâneo que têm a função de receber, de forma coletiva, todos os esgotos das casas, indústrias, hospitais, comércios e demais estabelecimentos de um determinado bairro ou localidade de uma cidade. Conforme esse reservatório vai enchendo, um sistema de bombas de sucção é acionado e os esgotos são bombeados na direção de outra bacia ou diretamente para a Estação de Tratamento de Esgotos (ETE). Olhando para a foto que ilustra esse post, podemos imaginar o subsolo de uma cidade como esse conjunto de guarda-chuvas invertidos, cada um representando uma sub-bacia – quando um dos guarda-chuvas estiver cheio de água, uma bomba transfere a água para o guarda-chuva vizinho e assim sucessivamente até que chegue na Estação de Tratamento de Esgotos (ETE). Normalmente, a ligação entre a última Estação Elevatória e a ETE é feita por uma Linha de Recalque.

As Estações Elevatórias de Esgotos possuem um sistema para a filtragem ou gradeamento das águas residuárias. O objetivo desse filtro ou grade é remover o lixo grosseiro e outros materiais sólidos lançados indevidamente na rede de esgotos, prevenindo assim a queima das bombas e outros problemas técnicos.

As Estações Elevatórias são projetadas com capacidade para receber os efluentes gerados por vários dias na sub-bacia – essa é uma estratégia de segurança para o caso de queima das bombas ou qualquer outro problema eletromecânico. As Estações Elevatórias funcionam automaticamente, controladas remotamente a partir de uma central de controle da empresa de saneamento. Como são estruturas subterrâneas o máximo que você conseguirá visualizar será uma cabine ou uma pequena construção onde estão instalados os painéis elétricos de controle da Estação Elevatória de Esgotos. Muitos de você podem até ser vizinhos de uma destas Estações Elevatórias e não sabiam.

Para saber mais:

Esgoto Sanitário: que trem é esse sô?

One Comment

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s