AS PERDAS DE ÁGUA NAS RESIDÊNCIAS

Torneira Vazando

Durante dois anos e meio, no período em trabalhei nas obras do Programa Onda Limpa na região da Baixada Santista – litoral de São Paulo, realizei aproximadamente 300 palestras em escolas municipais, falando sobre o uso consciente da água para crianças e adolescentes. Minha “companheira” nestas palestras era a personagem Cristalina, uma simpática gota de água de uma animação. Diversas empresas de saneamento básico utilizam personagens carismáticos baseados em gotas de água. Se “perguntarmos” a qualquer uma destas personagens “o que você vai ser quando crescer?”, teremos uma única resposta: esgoto!

O objetivo da água potável fornecida para os consumidores através das redes de abastecimento é o uso para saciar a sede, para cozinhar, uso nos banhos e lavagens, nas descargas do vaso sanitário, na limpeza e em outros usos domésticos. Depois de usada, a água passa a ser chamada de servida e se transforma em esgotos, que deve ser encaminhado via rede de esgotos para tratamento na ETE – Estação de Tratamento de Esgotos.

Infelizmente, parte considerável dessa água tratada pode estar sendo desperdiçada nas residências sem uso e correndo literalmente pelo ralo. Para entendermos isso melhor, vamos dividir as perdas de água em Perdas de Rede e em Perdas no Uso.

As Perdas de Rede são aquelas onde existem problemas nas tubulações e em dispositivos hidráulicos da rede interna do imóvel, ocorrendo perdas de água por vazamentos e gotejamentos. Algumas perdas frequentes:

Bóia da caixa d’água: a função da bóia é fechar a entrada de água no reservatório assim que o nível chegar ao ponto máximo da capacidade. Quebras da bóia levam ao enchimento contínuo da caixa e ao vazamento do excesso pelo ladrão – se não for identificada a extravasão da caixa, haverá perdas enormes de água. A bóia também corre o risco de travamento – grãos de areia ou pedriscos podem travar o fecho da bóia e levar a extravasão contínua de pequena quantidade de água; esse último problema é mais difícil de ser percebido fisicamente, mas não no aumento da conta de água.

Gotejamento nas torneiras: Pode até parecer que uma torneira gotejando não representa uma perda considerável de água e, muitas vezes, não gera a preocupação de se providenciar o conserto. Uma torneira pingando uma gota a cada 5 segundos representa mais de 20 litros de água desperdiçados em apenas 1 dia – em um mês serão desperdiçados 600 litros de água, o que corresponde ao consumo diário de uma pessoa entre 3 e 4 dias.

Se o vazamento da torneira formar um filete de 2 mm de diâmetro (como na foto deste post), essa perda será de 114 litros por dia; se o filete formado tiver 4 mm de diâmetro a perda se elevará para 333 litros por dia – serão perdas mensais de 3.420 e 9.990 litros, respectivamente;

Vazamento em descargas: um estudo realizado na África do Sul em 1989, avaliou vazamentos em 531 vasos sanitários com caixa acoplada: verificou-se perdas entre 571 e 1.080 litros ao dia conforme o tamanho do vazamento. Vazamentos pequenos, difíceis de serem percebidos, podem ser provocados por acúmulo de limo na bóia de saída da caixa acoplada; vazamentos maiores costumam ocorrer por falhas no fechamento da bóia da entrada de água. Válvulas de descarga de parede, que trabalham sob pressão hidráulica, podem apresentar perdas de água ainda maiores em caso de vazamentos;

Trincas em tubulações: tubulações embutidas em paredes podem apresentar trincas e quebras que podem ser localizadas a partir da formação de manchas de umidade e mofo; nos casos de tubulações embutidas em pisos, a localização pode ser mais difícil, pois nem sempre a água do vazamento aflora na superfície. Algumas vezes é possível sentir que o piso parece oco – a água carreia o solo ao vazar.

Portanto, fique de olho nos vazamentos e estranhe qualquer aumento repentino na conta de água. Continuaremos no próximo post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s