FECHO HÍDRICO, OU EVITANDO O CHEIRO DE ESGOTOS EM SUA CASA

Sifão

Neste último verão, com a explosão dos casos de dengue, zika e chukungunya em várias regiões do Brasil, foi possível perceber uma preocupação (bastante tardia) das autoridades sanitárias no combate aos criadouros do mosquito Aedes Aegypti (o famoso); em futuros posts sobre o controle de vetores vamos falar muito sobre ele. No meu bairro, na zona sudoeste de São Paulo, houve um aumento substancial dos casos de dengue e as equipes da Prefeitura precisaram fazer um esforço redobrado na visita às casas dos moradores na busca por focos de mosquitos. Numa conversa com uma dessas equipes em visita ao meu prédio, percebi uma preocupação nítida com a limpeza dos ralos externos do condomínio e das varandas dos apartamentos, preocupação muito relevante.

Você já deve ter observado que nos ralos existe um pequeno reservatório com água, o qual, na falta de cuidados, pode ser transformado num berçário de mosquitos. Mas, afinal de contas, porquê existe esse reservatório?

No meu último post chamei os esgotos de sopa de produtos químicos tamanha a quantidade de substâncias encontradas em sua composição. Por mais asqueroso que possa parecer para você, os esgotos que saem da sua casa são considerados uma verdadeira delícia para bilhões de bactérias, que se fartam a cada acionamento da descarga do seu banheiro ou durante a lavagem da sua louça. São essas bactérias que realizam o tratamento dos esgotos – elas comem os resíduos dos efluentes, transformando-os em materiais inertes após a digestão. Falaremos sobre isso quando tratarmos de ETE – Estação de Tratamento de Esgotos.

Os processos de digestão dos esgotos pelas bactérias tem como uma das suas características a liberação de gases com cheiros extremamente desagradáveis; parte desses gases tende a retornar para dentro dos imóveis através das tubulações. Para evitar que esses gases vazem, os componentes hidráulicos de saída de efluentes são equipados com um dispositivo conhecido como fecho hídrico.

O componente onde o fecho hídrico é mais visível é o vaso sanitário – sempre existe água no fundo do vaso; sempre que a descarga do vaso sanitário é acionada, uma parte da água é reservada para completar o nível do fecho hídrico. Você também vai encontrar quantidades pequenas de água nos sifões das pias e, como já falamos, nos ralos de piso; nesses componentes, o reservatório tem uma segunda função: reter partículas e materiais sólidos, evitando que cheguem nas tubulações da rede de esgotos. A função da água é impedir a passagem dos gases e de insetos provenientes das instalações de esgotos. Caso você comece a perceber algum mal cheiro vindo da rede de esgotos no banheiro, na cozinha ou na lavanderia de sua casa, os dispositivos com fecho hídrico devem ser os primeiros a serem verificados (no caso de banheiros, verificar também a vedação na base do vaso sanitário).

A norma técnica de instalações de redes domésticas de esgotos recomenda a instalação de um tubo de ventilação na saída de esgotos do imóvel. Esse tubo deve ficar instalado na parede, com a saída superior acima do nível do telhado da casa, formando uma espécie de chaminé. Essa tubulação direciona os gases vindos da rede de esgotos para cima e dispersa esses gases, evitando que cheguem ao interior do imóvel (em dias muitos quentes há uma geração grande de gases no interior das tubulações da rede coletora de esgotos e grandes “bolhas” de gases são geradas a todo momento).

Os fechos hídricos são um dos componentes mais importantes para o conforto ambiental das edificações e requerem cuidados e manutenção, especialmente para os ralos e sifões, que devem ser limpos periodicamente e os materiais sólidos retidos devem ser descartados. Essa limpeza garantirá o pleno funcionamento dos dispositivos e você não correrá riscos de abrigar um criodouro de mosquitos escondido nos ralos e sifões de sua casa.

One Comment

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s