ÁGUA COM PRAZO DE VALIDADE

Água da torneira

O comentário que fiz no meu último post sobre o “mistério” das piscinas olímpicas verdes no Rio de Janeiro exige uma complementação importante: você pode até não saber mas a água potável tem um prazo de validade.

Conforme venho comentando há várias publicações, existe todo um esforço das empresas de abastecimento na produção e armazenamento de água para que se possa atender à demanda crescente nas cidades, empresas e demais consumidores. Os problemas ligados aos descartes irregulares de esgotos, que contaminam cada vez mais as fontes de água, tornam essa tarefa cada vez mais complexa.

A água captada passa por um rigoroso processo de purificação na ETA – Estação de Tratamento de Água, que dependendo da qualidade da água vai exigir quantidades maiores de produtos químicos, para depois ser distribuída pela rede de abastecimento para os consumidores finais. No Brasil, a qualidade da água usada no abastecimento deve atender as normas da Portaria nº 36 de 19.01.1999 do Ministério da Saúde. Nos últimos estágios do processo de tratamento, a água recebe cloro, que tem a função de garantir a potabilidade da água até que ela chegue aos usuários finais.

O cloro é um bactericida e desinfetante altamente eficiente na eliminação de agentes patogênicos causadores de doenças como as bactérias, os vírus e os protozoários que crescem nos reservatórios de abastecimento de água, sobre as paredes das tubulações e nas caixas de água. O grande problema é que esse elemento tem uma vida útil máxima de 24 horas – após esse prazo, o cloro se transforma em gás e evapora, deixando a água sem a sua proteção.

Para os consumidores que usam a água em linha, ou seja, que recebem a água diretamente das tubulações da rede de abastecimento, não há maiores problemas pois o cloro está ativo. O grande problema ocorre nas caixas de água, onde a depender das condições, a água pode ficar armazenada por longos períodos, sob risco de perda da qualidade pela evaporação do cloro, criando condições para o crescimento e proliferação de agentes patogênicos que podem ser nocivos à saúde humana. Vamos falar dos problemas das caixas de água no próximo post.

De acordo com as normas técnicas, os imóveis devem possuir um reservatório que permita o armazenamento de uma quantidade de água suficiente para o consumo por, no mínimo, 2 dias. Esse cuidado é necessário para que se previna contra a falta de água na rede de abastecimento em caso de necessidade da realização de trabalhos de manutenção nas tubulações ou em equipamentos de bombeamento, reparos emergenciais de tubulações, serviços de limpeza dos tanques de armazenamento ou qualquer outra eventualidade. Como são interrupções relativamente curtas, sempre haverá a renovação da água armazenada e a potabillidade estará garantida.

Caso a água fique armazenada por mais tempo, passam a ser necessários cuidados especiais na água que será utilizada no consumo humano, que deve ser fervida e/ou filtrada (existem filtros que são altamente eficientes na purificação da água). Em caso extremos, quando a qualidade da água estiver altamente comprometida, recomenda-se esvaziar e lavar a caixa de água, permitindo-se assim que água fresca chegue ao reservatório.

A existência de um serviço de abastecimento de água tratada na localidade onde você mora ou trabalha é fundamental – porém é muito importante que se preste atenção constante na qualidade da água que você está consumindo e, principalmente nas condições de armazenamento na caixa de água do imóvel. Água potável tem sim prazo de validade e é preciso estar bem atento à “data” de vencimento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s