OS PERIGOSOS CACOS DE VIDRO

cacos-de-vidro

Tirando alguns dias de folga na praia, mas de olho nos acontecimentos.

Recebi esta imagem na minha conta da rede social e, como falei muito dos problemas associados aos resíduos sólidos nas minhas últimas postagens, não poderia deixar de compartilhar aqui no blog e fazer alguns comentários.

Os acidentes com objetos perfurocortantes são frequentes entre os coletores de resíduos, muito mais frequentes do que você pode imaginar. Nesse período de festas de fim de ano, quando cresce muito o consumo de bebidas engarrafadas, é fácil observar que há um aumento considerável do volume de vidros descartados tanto nas residências quanto nos bares e restaurantes – além das garrafas inteiras, aumenta também a quantidade dos cacos de vidro – depois da segunda ou da terceira dose de bebida, muita gente fica com os reflexos prejudicados e sempre há o risco de quebrar um copo ou uma garrafa de vidro.

Um detalhe importante que você poderá observar na imagem é que o coletor está segurando as luvas (com a mesma mão que segura o saco plástico) – esse EPI (Equipamento de Proteção Individual) é indispensável para qualquer profissional que manipule materiais perfurocortantes – cacos de vidro, entulhos, aparas e limalhas de metal, lixo hospitalar (onde encontramos as perigosas agulhas das injeções), podas de árvores e arbustos etc. Se você prestar um pouco mais de atenção verá que o ferimento aconteceu no antebraço, que está exposto. Aliás, se formos seguir a risca as regras de segurança, o profissional deveria estar usando uma camisa de tecido grosso e com mangas compridas e calças – mas vamos e convenhamos: sair correndo atrás de um caminhão de coleta usando roupas grossas não é nada fácil.

Cacos de vidro e outros resíduos perfurocortantes devem ser embrulhados com jornal ou papelão ou acondicionados em uma embalagem fechada (caixa de leite longa vida, garrafa PET, lata com tampa etc.) de forma a não representarem riscos para os profissionais da coleta. Melhor ainda será você separar os resíduos seguindo a classificação da reciclagem: vidro, papel, plástico e metais; se não existe coleta seletiva na sua cidade, verifique se existe algum ponto de coleta de resíduos recicláveis ou entregue o material separado para um coletor de materiais recicláveis (também conhecidos como carroceiros ou catadores). Você evitará os acidentes e ainda estará ajudando na preservação do meio ambiente.

Um bom final de ano a todos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s